7 de set de 2010

HD: Dicas e Curiosidades!!


Disco rígido, no Brasil popularmente chamado de HD (do inglês hard disk drive) ou "memória de massa" ou ainda "memória secundária". É um sistema de armazenamento de alta capacidade, que por não ser volátil (não apaga os dados ao desligar), é destinado ao armazenamento de arquivos e programas.

Curiosidades:

- O primeiro HD foi construído pela IBM em 1956, e foi lançado em 16 de Setembro de 1957. Era formado por 50 discos magnéticos contendo 50.000 setores, sendo que cada um suportava 100 caracteres alfanuméricos, totalizando uma capacidade de 5 megabytes, incrível para a época. É ele que está presente na imagem ao lado!

- Os discos magnéticos de um HD são recobertos por uma camada magnética extremamente fina. Na verdade, quanto mais fina for a camada de gravação, maior será sua sensibilidade, e conseqüentemente maior será a densidade de gravação permitida por ela. Poderemos, então, armazenar mais dados num disco do mesmo tamanho, criando HDs de maior capacidade.

- A formatação de um disco magnético é realizada para que o sistema operacional seja capaz de gravar e ler dados no disco, criando assim estruturas que permitam gravar os dados de maneira organizada e recuperá-los mais tarde.

Dicas:

- Um canal IDE (Flat Cable) corre à velocidade do dispositivo mais lento que nele está conectado. Então mantenha o seu HD e os leitores/gravadores de CDs em canais IDE diferentes.

- Caso queira ligar dois HDs em um mesmo cabo (Flat Cable), é essencial que um esteja definido com Master e o outro como Slave. Para tal, use os jumpers que se encontram na parte de trás das respectivas unidades. Veja na imagem ao lado.

- Execute o Scandisk (chkdsk no Win XP) e o Desfragmentador regularmente de modo a detectar problemas e a manter o seu HD funcionando perfeitamente.

- Os discos rígidos podem usar um canal DMA para melhorar a performance. Para isso entra nas propriedades do seu computador (Windows + Pause Break) / Hardware / Gerenciador de dispositivos. Verifique as definições para o seu HD no e verifique se tal função está ativa.  Se ao ativar o DMA o seu computador não funcionar corretamente, deve corrigir o problema forçando o HD a usar o DMA Mode 0 em Integrated Peripherals.

- Os fabricantes de discos rígidos contam as capacidades usando um sistema decimal, em oposição ao sistema binário: por isso não se surpreenda se o seu HD tiver uns megabites a menos.

- Apesar de o seu HD suportar o padrão ATA-133, ele apenas pode transferir à velocidade mais elevada se o seu interface IDE o suportar.

- Se o seu HD suportar ATA-66 ou superior, certifique-se que usa um cabo IDE de 80 canais (vias) uma vez que um cabo com 40 canais não consegue manter a integridade do sinal, o que degrada a performance do seu sistema.

- Se tiver um HD grande, mas a sua BIOS apenas o reconhece como tendo 8,4Gb ou 33,8Gb, então você precisa atualizar a sua BIOS.

- Certifique-se que faz partições no seu HD usando o padrão FAT32 no Windows 95/98/ME ou de outro modo não vai poder criar partições com tamanho superior a 2Gb.

Obra de Miguel Rivera


FONTES:Wikipedia, PC Guia e Gadgat Lab.

Poderá também gostar de:
2leep.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obs: Comentários com intuito de menosprezar nosso trabalho serão excluídos!